terça-feira, 29 de dezembro de 2009

FELIZ ANO NOVO


Ano Novo fim de um ciclo, começo de outro.
Momentos de muitas promessas. Nossos sonhos , nossas esperanças é que dão vida às nossas celebrações. Na passagem de Ano Novo, aproveitamos para lotar nossos corações de esperança , esperança de começar tudo de novo.
- Fogos e barulho.buzinadas, apitos e gritos de alegria. A tradição é muito antiga e, dizem, serve para espantar os maus espíritos. As pessoas reúnem-se para celebrar a festa com muitos abraços.
- Roupa nova. Vestir uma peça de roupa que nunca tenha sido usada combina com o espírito do Ano Novo. O costume aparece em várias versões, como trocar os lençóis da cama e usar uma roupa de baixo nova,comer 12 passas durante as 12 badaladas na virada do ano traz muita sorte, assim como subir numa cadeira com uma nota (dinheiro) em uma das mãos.
• Costumamos tomar no Ano-Novo muitas decisões e as vezes fazemos promessas de coisas que esperamos conseguir no novo ano. Eu mesma já fiz meus pedidos para 2010
e organizei meus desejos : perder peso, parar de fumar, economizar dinheiro e arrumar um amor para minha vida. Mas o que realmente é preciso fazer para se ganhar um Ano Novo diferente,maravilhoso?
Para responder, só achei uma pessoa no mundo que pode ter a melhor resposta a se seguir - Carlos Drumond de Andrade com a Receita de Ano Novo




Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)
Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
– Carlos Drummond de Andrade

Fotos:Internet

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

O AMIGO OCULTO



foto internet


O AMIGO OCULTO

                Acredito que a origem do amigo oculto encontra-se oculta entre o desejo de dar presentes e a falta de verba para isso.
                Mas acabou sendo instituído e de La para Ca surgiram inclusive variações: o inimigo oculto –onde vpcê presenteia o sorteado com aquilo que mais te incomoda nele – como uma forma sutil de mostrar ao outro as suas imperfeições e tentar saná-las.
                Tem o amigo oculto do one nine nine onde os presentes trocados são comprados nas lojas de R$1,99 com isso a brincadeira esta feita e você não corre o risco de investir num presente caro que muitas das vezes, quiçá a maioria, não agrada aquele que foi sorteado como seu amigo.
                Mas brincadeiras a parte existem aqueles presentes que sempre são dados sem que se pense no que vai receber; Machucam, incomodam, agridem e às vezes tornam tristes aqueles que gostaríamos que se alegrassem com ele.
                Tem também o mico aquele presente totalmente inusitado e incoerente que alguém da ao outro e que ate o maracanã inteiro vê que não era para ser entregue. Era melhor fazer de contas que esqueceu o presente e dar depois.
                Recentemente fomos a uma festa de amigo oculto onde amigas que sempre estão juntas na cidade, mas pouco tem a chance de estarem juntas nos reunimos. O presente era escolhido sem saber para quem por isso o cuidado de não dar coisas muito pessoais demais. A minha amiga organizadora do evento já começou errado. Comprou um brinco de argolas enormes sendo que muitas das que ir iram participar nunca usaram brincos, outras eram pequenas demais para brincos tão grandes. Mas... a escolha era dela e assim foi. No dia uma das amigas dela que pouco conhecíamos foi e para nossa surpresa alem de levar o marido, incluiu-o na brincadeira e o pobre foi o escolhido para receber o brinco de argolas. Pagou o maior mico a minha amiga e o coitado também...
                Acho que a brincadeira é válida mas nada melhor do que pequenas lembranças compradas pensando-se naquela pessoa, com suas características e suas qualidades.
                Depois Natal é Natal....tempo inclusive de reflexões e nada melhor do que a Festa do Amigo Oculto para refletirmos sobre as amizades, sobre as trocas, sobre  o estreitar laços, o inovar, o renovar, o cooperar, o sonhar, o liderar,,o preservar e o mais importante de todos TEMPO DE AMAR.

Feliz Natal e um Ano Novo repleto de coisas realizáveis ,de sonhos que possam ser reais e que traduzam o espírito do Natal dentro de nossos corações.
Que pensemos mais na alma que na carne . Que sonhemos mais com a paz do que com  a guerra.
Que todos tenham dentro de si um Papai Noel e que possam levar alegria a uma criança abandonada e faminta, a uma mãe que sofre, a um doente num hospital......





quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

PEDRO E VINICIUS -GALHOS DA MINHA ARVORE PRIMEIRA

VINICIUS


 PEDRO



A ARVORE DE NTAL SIMBOLIZA TUDO NAS MINHAS LEMBRANÇAS DE INFANCIA MAS PRECISAMENTE SIMBOLIZA AMOR ASSIM, HOJE RESOLVI AO INVEZ DE ARVORE DE NATAL MANDAR AQUI A FOTO DE 2 NOVOS GALHOS DA MINHA ARVORE .
COLOCO  AS FOTOS DOS DOIS AMORES PARA QUE TODOS POSSAM ENTENDER O MOTIVO DE MINHAS ALEGRIAS.
QUERO DESEJAR A TODOS QUE PASSEIAM POR ESTE BLOG , UM FELIZ NATAL QUE SEJA 2010 REALMENTE UM ANO ONDE POSSAMOS ESTREITAR OS LAÇOS, COOPERAR MAIS UNS COM OS OUTROS, SONHAR MAIS, PRESERVAR MAIS PARA QUE ESSES QUE NASCEM AGORA POSSAM TER A CHANCE QUE TIVEMOS DE UM PLANETA TERRA MARAVILHOSO, DE SOL , DE LUZ, DE CALOR....
É UM TEMPO DE INOVAR ENTAO VAMOS INOVAR, CRIAR, REFORMULAR, RENOVAR  E AMAR MAIS
FELIZ NATAL A TODOS
ANA MARIA

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

MEU OUTRO AMOR


Ele chegou de manha bem cedinho. Vi seu rosto ainda ensanguentado, seus braços sacudindo, tentando se livrar das mãos que o mantinham imóvel.
Depois seu berro. Pulmões fortes para quem tinha saido de uma luta...   Ele não desistiu berrou de novo desta vez mais forte como se dissesse:
-Epa epa vamos me soltando quero ver minha mae, meu pai
E eu assistia tudo da tv do quarto.
Vi quando foi limpo, pesado, medido.
Chorei quando o médico o trouxe ao mundo afinal era uma parte de mim naquele serzinho batalhador, lutador como seus pais.
Aquelen rosto, eu ja tinha visto nos meus sonhos, nos meus anseios, nos meus devaneios....
Ja tinha visto na ecografia 3D tão nítido que me assustei. Vi quando ele abriu os olhos dentro da barriga de sua mãe, quando abriu a boca e juro ele sorriu para mim....
Assm, quando ele chegou no quarto e eu olhei para ele eu o reconheceria entre mil parecidos e embrulhados como se fossem bonecos.
Reconheci a boca, as grandes mãos de um pianista ou sei lá mas são mãos grandes de quem vai ajudar o mundo esse mundo tumultuado em que nasceu. No meio de conferencias para ver quem polui menos .... no meio de roubos de politicos, de chuvas e enchentes, de vidas sendo perdidas..... Mas ele estava ali pronto para a sua missao.
É calmo como o pai.....come e dorme placidamente como se o mundo a sua volta estivesse cercado de um ceu maravilhosamente azul - ceu de brigadeiro
Quando quer mamar lembra a sua mãe - que quando quer algo nao discute vai la luta e consegue o que quer...
Tem os olhos de um anjo uma sensação de paz olhar para ele e te-lo nos braços é como se eu segurasse o mundo em minhas mãos - cuidadosamente, carinhosamente mas com segurança, com amor.
Seus pés não negam parecem com o do tio Dani e tambem por tabela com o do Vo Nunes que la de cima deve estar orgulhoso afinal mais um vai ter os pes grandes e quem sabe conseguira calçar a famosa bota de neve???
No todo é um anjo que Deus deixou entrar na nossa familia e que com certeza muita alegria vai trazer a todos nós.
E eu vó coruja claro que procuro nele alguma coisa minha mas tenho paciência e sei que descobrirei em breve - afinal seremos os grandes amigos : Eu ele e Pedro seu primo gaúcho.
E eu que não tinha um netinho..........agora tenho dois para amar, beijar e paparicar......
Agora posso dizer -SOU FELIZ...SOU AVÓ
Posted by Picasa

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

O CÂNCER DO SERVIÇO PÚBLICO

RECEBI ESTE ARTIGO DA MINHA GRANDE AMIGA REGINA E NAO PUDE DEIXAR DE PUBLICÁ-LO AQUI COM A AUTORIZAÇÃO DELA O ARTIGO POR SI SÓ FALA TUDO 










O CÂNCER DO SERVIÇO PÚBLICO


O escárnio e o deboche são flagrantes! Para acessar um cargo, emprego ou função pública, no primeiro nível do cargo, o cidadão comum precisa ser previamente aprovado em concurso público, ou seja, preencher requisitos estabelecidos em lei, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo, emprego ou função (Art. 37, I, II, C.F.). Paradoxalmente, para os cargos de direção (presidência, diretoria, chefia de departamento, chefia de serviço, gerência), onde seus ocupantes devem orientar, instruir, ensinar seus subordinados, e de assessoramento, não são exigidos quaisquer requisitos – idade e instrução mínima, conhecimento das atividades desenvolvidas, experiência adquirida, etc.etc. -, isto porque a nossa Lei Maior os prevê como cargos em comissão, de livre nomeação e exoneração.
Assim, é comum se encontrar um sociólogo “chefiando” uma equipe de engenheiros. Ou um rapazote recém saído da universidade, sem qualquer experiência ou conhecimento do serviço público, “assessorando” um presidente / diretor, “chefiando” servidores com dez anos ou mais de casa, percebendo remuneração até 20 vezes maior do que a do cargo de nível inicial. Este é um dos motivos de revolta e de desestímulo dos servidores públicos, além da baixa remuneração dos seus serviços. Há mesmo órgãos / repartições onde o número desses cargos comissionados é maior que o número de servidores. Isto é, no mínimo, um descalabro para o serviço e servidores públicos.
Qualquer partido político que quiser vencer as próximas eleições em 2010 o conseguirá, com certeza, se se propuser a erradicar esse verdadeiro CÂNCER DO SERVIÇO PÚBLICO.




Maria Regina Marques Meira

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

MEUS DOIS AMORES





Ai estão Vinicius que nasceu hoje dia 04-12 e Pedro um gaúcho arretado esses são os meus dois amores
Vovó Ana esta feliz depois escrevo sobre o Vinicius

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

SAUDADES DE RUI BARBOSA




Hoje acordei com a nítida sensação de vergonha.... não conseguia entender porque...
Era uma sensação antiga parecia que ouvia meu velho pai relembrando Rui Barbosa e ai entendi -ACORDEI COM VERGONHA DE SER HONESTA!

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." [ Rui Barbosa ]

"Medo, venalidade, paixão partidária, respeito pessoal, subserviência, espírito conservador, interpretação restritiva, razão de estado, interesse supremo, como quer te chames, prevaricação judiciária, não escaparás ao ferrete de Pilatos! O bom ladrão salvou-se. Mas não há salvação para o juiz covarde." [ Rui Barbosa ]


Morar em Brasilia me dava a sensação de que aqui a justiça era mais rápida, as falcatruas eram feitas apenas lá fora..... mas não! Governantes desonestos, politicos corruptos estão aqui e ali. A unica coisa que não esta mais aqui é o orgulho de ser brasileiro.
Somos motivos de escandalo nacional e ate mesmo internacional....
Propinas agora são guardadas em novos cofres: cuecas, meias, bolsas grandes ...no meu tempo eram em porquinhos...... agora os porquinhos guardam as moedas e o povo que se dane pois ainda não aprendeu a votar a eleger, a reclamar, a fazer valer seus direitos e ai mais uma vez Rui Barbosa vem em minha ajuda:

"Quem não luta pelos seus direitos não é digno deles." [ Rui Barbosa ]

Desçam rapidamente a cortina e o ultimo a sair apague a luz

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

EIS PEDRO O MEU HEROI

 
Posted by Picasa

Dificil retorno

Finalmente conheci Pedro. Um jovenzinho valente, esforçado e obediente. Pequenino no tamanho mas de uma força estupenda.
Pegá-lo em meus braços, tocar seu rosto, pegar suas maõzinhas pequeninas foi como se eu tivesse de fato encontrado o meu maior objetivo na vida. O amor incondicional. Aquele que se da sem esperar nada em troca.
Foram cinco dias mas que para mim significaram muitos anos.
Relembrei seu pai quando criança pequenina em meus braços. As noites acordadas tentando aplacar a fome e as dores de barriga.
O primeiro sorriso, os primeiros dentes.... a primeira caminhada ... a primeira pedalada na bicicletinha pequenina
Relembrei o passado vendo o futuro através daqueles grandes olhos escuros. Através de um sorriso que vi surgir no rostinho do meu neto apos uma mamada como se os bebes sonhassem com seios bons que os amamentam....
Minha felicidade em te-lo nos braços me fez esquecer das dores da coluna, de tudo que me fazia ficar imovel.
E caminhei pelas nuvens dos meus sonhos leve e feliz com Pedro nos braços. Um bebe que promete.... apressadinho como ele só...
Difícil foi voltar para Brasilia e deixá-lo em Porto Alegre,.... mas agora vovó ja sabe onde vai passar suas ferias todos os anos......a beira do Guaíba, vendo o por do sol e caminhando de mãos dadas com a felicidade das mãozinhas que com certeza no futuro serao as que me ajudarão na caminhada....
Em breve colocarei as fotos nossas por aqui

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Guerra domiciliar


A GUERRA DOMICLIAR

O campo de guerra estava delimitado. Banheiros e cozinha. Tudo pelo hidrômetro individual.
O exercito era composto por pedreiros, gesseiros e bombeiros. Quando eles entraram em meu apartamento eu saia para o trabalho e meu amigo que ia viajar só a tarde ficou em casa para poder supervisionar o serviço.
Imaginei a cena: a TV ligada e meu amigo deitado, vendo filmes e nem si quer lançava um olhar ao que sucedia no resto da casa.
Quando cheguei do trabalho meu amigo já tinha ido e ao abrir a porta senti-me em pleno Iraque onde tudo havia sido destruído. Imaginei homens bomba sendo lançados pelos banheiros e a marca da guerra estava nos pés deixados em um caminho que circulava do banheiro a área de serviço de la pela cozinha e depois passando pela sala e retornando ao banheiro.
Eram varias pegadas de diferentes tamanhos, brancas umas de tênis que consegui diagnosticar e outras de sandálias havaianas... mas elas marcaram o inicio da guerra entre eu e a empresa e o condomínio.
Ao abrir a porta do banheiro quase não encontrei o vaso debaixo de tanta poeira branca... minha sanca linda. morria desfalecida e quebrada ao redor do banheiro. Meus ladrilhos lindos e brancos - e estavam alquebrados, quebrados e debaixo deles pude ver um cano enferrujado minando água.
O quartinho de passar roupa que servia de conduto entre o banheiro social, o de serviço e a cozinha mostrava-se com um imenso buraco de onde eu via o banheiro social e com canos marrons contornando tudo e aparentes- qualquer decoradora teria tido uma síncope.
Quando imaginei que já tinha visto tudo deparei-me com o quarto de minha irmã e lá vi uma alegria para qualquer yoyer-um buraco imenso que quem estivesse no banheiro achando que estava resguardado teria uma surpresa. Poderia ser observado ao tomar banho e quiçá ao usar o vaso.
IMAGINEI a cena os pedreiros caindo de boca na picareta, martelo e qualquer objeto que destruísse as paredes tentando encontrar o cano do banheiro e finalmente devem te-lo encontrado porque ali estava ele exposto a dor e ao sofrimento sendo visto nu num quarto feminino...
Olhei no parapeito da janela e debaixo de um quilo de pó elas estavam ali semimortas -violetas
Foram dois dias de horror ate que eles disseram que os dois banheiros teriam que ser trocados a válvula, o registro e qualquer outra peça, pois eu já não ouvia mais nada e sentia ganas de voar pelo pescoço deles e estrangulá-los. Eram cinco e meia de uma sexta feira e eu fiquei sem dois banheiros até o dia seguinte as 4 da tarde...sem água,sem banheiro, totalmente zen...zen nada
A guerra ainda não acabou houve uma pequena trégua, pois a cavalaria do cimento e a do gesso buscam horários para tapar buracos e fazer as ancas enquanto eu vou através de massagens tentando desestressar para dar inicio a segunda e última fase.
Hidrômetro individual; maravilha, mas sem guerra... porque assim não agüento

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

EXAME MASCULINO






O homem chegou ao consultório todo preocupado. Como seria esse exame? Diziam que o medico usava as mãos e era tão constrangedor...
Rodolfo andava preocupado com essa tal de próstata... ainda mais depois que Juliano seu amigo descobriu que tinha câncer de próstata aos 62 anos. O médico explicou que se ele tivesse feito exames cedo teria sido diagnosticado mais cedo e por ai ia o papo.
Rodolfo estava obeso, fumava muito, tinha uma vida sedentária. Seu único esporte era pescar onde sentava e bebia todas e acampar para pescar é claro e nem mesmo a barraca para armar era um exercício ela vinha quase que automática na montagem de um carrinho que ele puxava pelo seu carro.
Assim marcou a consulta sem nem se preocupar com quem seria o médico.
Chegou ao centro clinico e foi encaminhado para uma sala bonita branca e bem decorada. Parecia ate que eram decoradas por mãos femininas tal a sutileza de detalhes e combinação de cores.
Sentou-se e esperou ansioso e temeroso. Ficava imaginando aquele médico de mãos grandes, aliás, porque urologistas têm mãos tão grandes? Suava timidamente e até pensava em desistir quando ouviu seu nome ser chamado.
Delicadamente a recepcionista abriu a porta do consultório e uma médica –MULHER NÃO – ele pensou, mas já era tarde. Quando percebeu estava sentado na frente dela e explicando sua ida ate ali.
Depois da conversa ela solicitou que ele fosse acompanhando a atendente que o levou a um banheiro amplo cheio de cabideiros e um monte de roupas verdes ensacadas uma a uma que estavam sob o balcão.
A mocinha disse: O senhor tira a roupa e veste um desses jalecos amarrando-o atrás. Ele entre tímido e brincalhão perguntou: - toda a roupa?
Ela sorriu aquele sorrisinho maroto que depois ele entendeu e disse: Sim Tudo!
Tirou a calça a blusa e ficou querendo deixar a cueca, mas lembrou que tinha que tirar tudo e assim apareceu ele na sala. De roupão aberto atrás e ele não conseguiu amarrar aquele infeliz daquele cordãozinho. Foi segurando mesmo.
Chegou à outra sala e a médica já estava sentada numa mesa maior com um aparelho - um computador mais sofisticado e ela tinha duas assistentes lindíssimas a seu lado
Se não fosse essa situação constrangedora ele pensava dava ate para arriscar uma olhadela uma encarada... Mas não deixa pra la ele pensou quero acabar com isso rápido.
A médica pediu que ele deitasse e ela cobriu suas partes intimas com uma toalhinha e começou a vasculhar com aquele aparelho que mais parecia um massageador não sem antes colocar aquela geléia gelada na sua barriga. Vasculhou pulmões, rins, estômago e aquele friozinho..... Quando pensava que tinha terminado ela explicou que iria colocar um.....um o que? Parecia um canudo Ai meu Deus ele pensava onde ela vai colocar isso? Ela pediu que l ficasse de lado, que relaxasse... Relaxar? Como? Olhando o computador nem deu uma olhadinha na sua bunda só pegou nela e zupt! Ai ai ai ele pensou em gritar, mas cadê seu senso de masculinidade? Ela sem olhar foi diretinho lá!.
Fazer o que ele pensou... Quando abriu os olhos aquela moça bonitinha que deu aquele sorriso maroto falou: É ruim né?
Ele nem pensou mais nada e nem falou e jurou que nunca mais pensaria ou falaria bobagens. Esperou ansioso a medica dizer:
- Acabou seu Rodolfo, espere um pouco lá fora que daqui a alguns minutinhos eu entrego o resultado.
Rodolfo suava que nem bica. Mas levantou quase que de uma vez só correu no banheirinho arrancou a roupa do cabideiro vestiu-se e saiu sem olhar para trás.
Mas jurou agora só com médico homem HOMEM......

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

COM TEMPO DESCOBRIMOS QUE NÃO TEMOS TEMPO


fonte :internet

Não se tem tempo para os filhos porque o trabalho é muito e precisamos ganhar dinheiro para manter os filhos em bons colégios, em planos de saúde, em academias enfim precisamos ocupar o tempo deles porque nós... não temos tempo.
Não temos tempo, tudo é muito rápido, tudo é competitivo e até mesmo a nossa falta de tempo para com as crianças faz com que eles aprendam a competir e a disputar o amor de mãe, de pai s, de avós.
Os pais estressados e cansados não tem tempo para curtir um jogo na praça, preferem se abancar na frente da TV e assistir a um jogo de futebol.
Pais preferem ir lavar carros, passear de motos com os amigos, levar a criança para lugares onde eles pais curtem e deixar de ir a parques, circos, e praias onde seu contato com os filhos seria mais intenso.
Compram presentes e mais presentes para superar a falta de companhia para com os filhos e no momento que tem tempo, a mãe vai ver novelas, o pai vai para a TV ver jornais e mais jornais, futebol e depois para o computador falar no MSN com amigos e partilhar PPS que falem sobre a saudade dos amigos e a falta de tempo para vê-los. Ali ao seu lado, um amigo cresce e ninguém percebe que lhe faltam amigos.
Devíamos poder entender que pior do que não ter é viver à sombra da desculpa da falta de tempo para encobrir a nossa dificuldade de conviver fisicamente com o outro. Numa era de internet de contatos e amigos virtuais, não podemos criar filhos virtuais.
Nosso tempo é sempre para o que nos interessa para o que nos agrada e que não nos dá trabalho. Assim, vemos barzinhos cheios de pais que não tem tempo para estarem com seus filhos e mães que ficam horas e horas nos salões de beleza, nos supermercados, nas boutiques ou nas conversas fiadas que não tem tempo para seus filhos.
Quantas vezes os filhos querem contar aos pais um problema insignificante que aconteceu na escola, mas os pais estão muito ocupados na frente da TV e só sabem dizer:
- só um momentinho.
E esse momentinho vira horas porque o jornal, o telejornal e o futebol não permitem que o pai ou a mãe parem para ouvi-lo depois, querem cobrar do filho porque não conta aos pais o que está acontecendo, Porque meu Deus? Por quê?
Silêncios dolorosos que se transformam em dores profundas porque o filho acostumou-se a ficar mudos diante da TV que os pais assistiam e todas as coisas boas e ruins que foram acontecendo àquela criança não foram percebidas pelos pais que estavam sempre à frente da TV ou do computador e agora é demasiado tarde para resgatá-los.
Criar um filho é muito mais que dar comida, estudo, médico e brinquedos caros. Criar um filho é ouvi-lo, entende-lo, ter tempo para ele e para suas angustias infantis e pueris.
È o conviver, o viver o ser pai e ser mãe não de contatos virtuais e sim reais. É ensiná-lo a enxergar as coisas do mundo e para isso é preciso ter tempo para mostrar, para vivenciar, para experimentar. O tempo não para e quando olharmos perdemos o tempo de estarmos com nossos filhos, de ajudá-lo a entender as pessoas, de ver suas qualidades e incentivá-lo, de ver seus defeitos e ajudá-lo a modificar-se a ser uma pessoa de bem. Só com amor podemos fazer isso e amor é convivência. É dando que se recebe.
Ensinando o que é a vida, o que é o amor, o que é a dor, a saudade, a vida e a morte.

domingo, 11 de outubro de 2009

SORTE



SORTE

Ao falar da sorte, vem-me a mente todas as vezes que tive a sorte batendo a minha porta.
Assim quando meus filhos nasceram: sadios, lindos e amigos.
Depois quando o tempo foi passando em alguns momentos achei que ela me abandonara. Meu casamento se desfez, não ganhei na loteria...
Refletindo sobre isso vi que mais uma vez eu tive sorte. Se não tivesse me separado teria me mantido num casamento onde as ondas já tinham alcançado o tamanho de um tsunami e só eu não via... não queria acreditar e ao sair dele sai também do tsunami que eu ia entrar e com certeza a estas horas nem aqui estaria escrevendo sobre isso. Foi uma sorte eu ter avistado a onda e acreditasse que ela ia crescer e que eu tinha que me afastar dela.
Se eu tivesse ganhado na loteria talvez não tivesse os amigos que tenho hoje: desinteressados, leais e sempre prontos a fornecer o ombro, a mão e o lenço...
Depois mais depois mesmo quando meus filhos casaram, eu queria tanto um neto para dar todo o amor que estava dentro do meu peito me sufocando e nada. Ninguém me dava um neto.
Meu filho estava casado há 7 anos e nada... Se tivesse tido um neto hoje ele teria pais separados e eu teria um neto longe e com certeza a nora nem ia deixar ele me visitar com tanta freqüência...
Minha sorte veio depois: os dois filhos quase que ao mesmo tempo estavam esperando seus filhos... e um deles nasceu prematuro... Sorte? Sim porque se ele nascesse no tempo certo eu teria que me desdobrar em duas: uma em Brasília e outra em Porto Alegre.
Assim tive Pedro o afobadinho que não quis esperar o tempo e terei Vinicius que esperará Pedro sair da UTI, esperará a avo ir lá e voltar para vê-lo nascer.
Quanta sorte eu tenho dois filhos maravilhosos, dois netos que certamente me darão muita alegria, uma mãe com 88 anos lúcida, amorosa e ativa, irmãos e irmãs que dão apoio e amigos que sempre tem braços me esperando quando preciso.
Realmente isso é ter sorte! Isso é ganhar na loteria...

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

carta ao pedro



COMO HOJE É O DIA DO PEDRO PUBLICO A CARTA DA TIA CORUJA TATIANA PARA SEU SOBINHO PEDRO


Querido sobrinho:

Antes mesmo de vc existir a sua tia coruja aqui não via a hora de vc nascer...Quando vc era apenas um plano na cabeça dos seus pais, a titia já Sonhava com um bebezinho (menino, como vc!) de cabelos negros e grandes olhos expressivos...Um menininho de riso frouxo e que gosta de músicas esquisitas (como o seu papai) e que um dia vira passar as ferias com a dinda coruja aqui...Que vai comer " surpresa de verão" na casa da vovó, passear no zoologico, e tomar coca cola escondido do seu papi e da sua mãe (com a cumplicidade da dinda!).
Vc é um serzinho muito amado e muito esperado nessa família...ès o primeiro de uma nova geração....e talvez a nossa ansiedade em te conhecer tenha sido ouvida por estes ouvidinhos miúdos e vc veio antes do tempo.Antes do nosso tempo, porem no seu tempo e no tempo de Deus, e isso e que importa.Chegar antes do planejado so nos mostra que não estamos no controle: VC está! e Vc de agora em diante, é o principal personagem das nossas vidas e imagine só quanta gente está te esperando quando vc sair daí.
A sua nova rotina fora da barriga não é muito fácil...E a titia sabe bem como é pois faz 7 anos que cuido dos pequenos bebês prematuros de outros papais e mamães, tão assustados como os seus...Mas isso tambem me tranquiliza, pois sei o amor que tenho pelos bebês e sei que todos ai vão amar e cuidar de vc muito bem...Sei que vc vai ter suas vontades satisfeitas, e ate ganhara um colinho de vez em quando, vai fazer ginastica, comer e dormir 20 horas pr dia, mas não se acostume, pois o melhor está por vir: Quando vc for pra casa, tem um batalhão de gente te esperando, e dengo não faltará...
Pequenino, nunca estará sozinho...Tem tanto amor a sua volta e muita gente rezando por vc!!
E o seu nome te traz a força que vc precisa agora: Pedro significa Pedra!
E as pedras são fortes, resitem a todas as adversidades, ilesas...São testemunhos dos tempos e das dificuldades, e o que está gravado nelas, segue para as novas gerações.
As pedras ( mesmo as pequeninas, como você!) não são frágeis...São muito mais fortes do que podemos ver.... Mesmo que pelo vidrinho da incubadora ou pela internet, nós estaremos com vc e com seus pais todo o tempo que for necessário. O seu tempo, e não o nosso. E assim, de longe nós vamos aqui, esperando o tempo passar pra poder em breve estar com você...

Seja paciente pois forte eu tenho certeza que vc é....
Um grande beijo da sua dinda que te ama muito, do seu dindo e do seu priminho Vinicius.....

Pedro o grande guerreiro





Foto: internet



Indefeso, pequenino mas um gigante. Lutando com todas as suas forças para chegar e vencer.
Existiram muitos guerreiros pela história. Normalmente eram homens grandes fortes e poderosos.
Assim o que esperar de um ser pequenino, ainda não totalmente pronto para chegar no mundo, com semanas faltando para conhecer seus pais e a quem o sangue não corria direito pelo cordão umbelical e ele não ganhava peso?
Como imaginar a luta pela sobrevivência deste meu pequeno grande herói?
Mas ele trazia no seu sangue , a resistência dos Guimarães Ferreira, dos Nunes de Oliveira , dos .Carvalho dos Santos....
Eram três clãs famosos pelas suas lutas, pelo nunca desistir, e ele também não falharia eu tinha certeza, Faria de tudo. Lutaria bravamente.
Suas pequenas mãozinhas, seu coraçãozinho minúsculo batiam compassadamente como se pudessem dizer:
-Eu sou um grande guerreiro, não desisto nunca!
- Meus pais também não desistem, acreditam em mim. Todos me esperam com a taça dos vencedores, com a medalha de ouro, com a coroa dos grandes reis.
Eu sei meu pequenino que você foi maravilhoso e quero que saibas o quanto me orgulhei e me orgulho de ti.
Assim que tudo isso terminar quando estiveres nos meus braços poderei te dizer através dos meus abraços o quanto te amo.
Tu chegastes hoje, antes do tempo e com certeza, terás que ficar longe de mim, do teu pai e mesmo de tua mãe na UTI de um hospital.
Mas estaremos te velando ´pelo vidro da janela, e acompanharemos passo a passo as tuas grandes conquistas.
Hoje conversei com Santo Antonio que traz em seus braços o menino Jesus e pedi a ele que estivesse ao seu lado te protegendo, te dando coragem mais do que a que tens agora e tenho certeza que ele me escutou e que te amparará e te erguerá e te trará para nos assim um vencedor..
Na vitrola toca Pedro Pedreiro – esperando esperando....... E eu fico aqui esperando você!

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

MULHERES AO VOLANTE - MITOS a serem desmistificados


Nós mulheres sempre sofremos o preconceito de sermos as piores motoristas do mundo.
A internet propaga piadinhas bobas onde mulheres para estacionar seus carros, fazem milhões de bobagens.Somos colocadas como péssimas motoristas, dizem que ao colocarmos nossa mão para fora estamos secando as unhas e por ai vai.
Hoje lavei minha alma! Minha amiga Silvania foi comprar seu carro zero e diante de sua imensa alegria resolvi acompanhá-la para opinar sobre a escolha do modelo etc...
Depois de pesquisar e de escolher seu carro lembrei a ela da importância do seguro para o carro novo. Aliás, acho que carro zero e carro usado desde que estejamos pagando as prestações não podem ser retirados sem o seguro, pois corremos o risco de se roubados continuarmos a pagar as prestações e nos lamentarmos para o resto de nossas vidas.
Enfim, a mesma foi fazer o seguro. Enquanto aguardávamos a corretora, olhei uma Xerox que falava de seguro de carro, publicada na Pagina de economia do Jornal de Brasília no dia 22 de julho de 2009.
O título era Prepare o seu bolso. Lendo vi o que transcrevo abaixo com imenso orgulho de ser mulher.

“Se o segurado for homem, corre o risco de pagar ainda mais. Num carro popular, por exemplo, um homem de 30 anos, vai pagar um seguro de 2,7 mil. Já a mulher, da mesma idade, vai pagar um seguro de 1,9 mil.
“Tudo porque os homens representam maior risco ao volante”

Portanto podemos nos sentir as melhores, as mais cuidadosas, as mais mais,..... e não objetos de piadinhas na internet.
Homens aprendam conosco e terão barateamento no seguro de seus carros

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

SOBRE A ALMA DOS CARROS






Esses dias, minha amiga me dizia que ia vender seu carro pois pensava em trocá-lo por outro mais novo.
Já tinha feito todos os consertos pequenos de lataria e o que mais fosse preciso,.para valorizar mais o seu Fiat uno e toda feliz anunciou:
-Amanha coloco o carro a venda.
No dia seguinte de manhã quando saia para trabalhar, vejo-a às voltas com o carro que havia disparado o alarme e não tinha quem fizesse o mesmo calar-se.
A situação parecia engraçada –Ela desesperada e o carro aos gritos como se pedisse socorro ou dissesse:
- Você não vai me vender.....
Refletindo sobre essa situação lembrei-me que sempre acreditei que os objetos carregassem a energia dos seus donos e assim fui desfiando o véu de minhas lembranças.
Me lembrei de um Carro Apolo que eu tinha quando morei no Acre e que era o maior sucesso. Com a traseira empinada o carro era muito bem cuidado por mim e todos queriam compra-lo e eu sempre refutando a venda.
Um belo dia vendi-o. O comprador todo satisfeito foi-se com meu Apolo. Senti um aperto no peito quando o vi dobrando a esquina.....
Cinco dias depois encontro o dono do carro e imediatamente quis saber do carro pois o mesmo não estaca com ele ; Ao que ele exclamou:
-Puxa dona Ana... O Apolo? Fundiu o motor dois dias depois que o comprei.....
Imaginei que uma forma de suicídio de um carro deve ser mais ou menos assim.,.....Fundir o motor – ataque cardíaco!
Depois foi a vez de uma variant que levou a nossa família para cima e para baixo. Era muito querida por nós.....
Meu marido um belo dia começou a elogiar uma Veraneio, que ela era maior, cabia mais coisas etc. e tal.
Naquela noite ao voltarmos para casa eu , meu marido e meu filho de 1 ano, sofremos um acidente besta num cruzamento, o carro bateu num poste sem que pudéssemos explicar como. Ninguém sofreu absolutamente nada nem meu filho. Mas o carro? Perda total
SUCIÍDIO? Sentimento de rejeição? Sei lá.
Sei que agora comigo quando vou trocar de carro, antes tenho uma conversa de pé de orelha com o carro e explico as razões da minha troca.....
Coincidência ou não dá certo.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

DESAPARECIDOS


foto:internet


Rostos de crianças, jovens e adultos que ninguém sabe como sumiram, simplesmente desapareceram sem deixar rastros, vestígios.
Imagino a dor de uma mãe cujo filho não voltou para casa, de uma esposa cujo marido sumiu quando saiu de casa para comprar um cigarro e nunca mais foi visto. De um filho de cujo pai não mais soube nada
Agüentam a dor da saudade e a tristeza quando algumas pessoas sem sentimentos preferem crer que o filho fugiu, que o marido arrumou uma amante mas ninguém pode avaliar a dor da mãe ou da esposa de não ter noticias, de não ter para si um corpo para chorar.
Sempre me causou dor essas noticias de pessoas que tem uma vida, uma família, um lar e que de repente não se sabe mais.
Não consigo imaginar como alguém desaparece e ninguém mais consegue encontrar nem a polícia em quem a família corre confiante que vai encontrar o sumido e vai acalmar a dor da perda.
Esses dias vimos na TV o caso de uma menina americana que desapareceu e anos depois foi encontrada “por acaso” já mãe de dois filhos do seu seqüestrador.
São pessoas que acidentalmente caem nas mãos de assassinos, psicopatas, pedófilos.
São crianças que são tomadas dos braços de suas mães. Que nunca mais vão ter o colo que as acalmava, o afago nas noites de doenças, o carinho nas manhãs de friagem.
Onde, como e com quem elas estão? Como estarão? Será que vivas ou mortas?
Será que ainda se lembram do rosto de seus pais? De seus irmãos? De seus avós?
Será que levantam e tem um café preparado com amor ou será que passam fome?
Será que recebem amor ou pancada?Será que são usadas como pedintes nas ruas? Será que são exploradas sexualmente por seus algozes?
Onde estão as nossas crianças?
Quem levou as nossas crianças?
Sinto-me impotente em não pode ajudar mais do que colocar no espaço do meu blog as fotos de algumas delas. Mas quantas elas são? Onde estarão? Será que foram levadas para fora do País?
Será porque Deus permite que essas criaturas indefesas sejam presas de assassinos bárbaros, de psicopatas, de doentes?
As fotos são de quando elas desapareceram, Que mudanças físicas elas já não sofreram que mudaram tanto que ao nosso lado, na casa de um vizinho elas podem estar e nem a reconhecemos...
Aos pais só resta a dor do abandono, do coração arrancado. Pois nem chorar seus mortos eles podem porque não existe o corpo e porque sempre no coração dos pais está a esperança de encontrar o filho pródigo

terça-feira, 1 de setembro de 2009

ABANDONO




Abandono do lar
Abandono do incapaz
E do que é capaz
Abandono material
E do espiritual
Abandono intelectual
E do que não é normal
Abandono afetivo
Desapego emotivo

Quando você abandonou
Nosso lar,
Nossas coisas materiais
E espirituais
Nossos livros
Nosso encontro intelectual
Ate mesmo nosso amor
tudo o que era normal
De repente
Virou anormal

Senti o abandono afetivo
Do desapego
Do apego perdido
Do amor escondido
E reprimido
Sofrido
Sentimento invisível
Que me consumiu
Uma sensação
Estranha
Indecifrável
Esquisita
De que tudo
Tem um fim
Ate os sonhos se acabaram
Se transformaram em nada
Em impossível
De ser
De ter
Sem você
Esse olhar inexistente
Que não sinto mais em mim
De tua voz agora muda
Que não fala
Aos meus ouvidos

Só sei
Que eu fui morrendo aos poucos
Em todos esses anos
Que fiquei esperando por você !

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A Mulher Invisível


fonte : internet


Era uma mulher de estatura media, porém passava despercebida por onde quer que fosse. Ninguém a enxergava, ninguém a via.
Entrava nos gabinetes, nos palácios, nas mansões e nenhuma câmara a fotografava.
Dizem que era de outro planeta,de outra dimensão...
Há quem jurava que ela era descendente do Drácula que nos espelhos e nas máquinas fotográficas, nos filmes que gravavam as pessoas, ela não aparecia...
Outros menos crédulos achavam que ela não era nada disso, mas sim que os equipamentos de segurança não funcionavam como tudo falhava na República das Bananas e como tinham defeitos sérios. só registravam por um segundo e depois apagavam.
Tudo isso não seria motivo de escândalo, se não fosse a visita secreta que ela fez a Tia Mariquinhas. Foi escondido comer bolo durante a noite, ou foi ouvir o pedido da tia para abandonar o vício de ficar verificando a vida dos outros.
Ninguém sabe, mas o que se sabe que ela atendendo ao pedido da tia, acelerou o processo. A tia disse que ela estava surda e que não ouviu direito. A prima jura que ela não esteve la que foi um sonho e que tia Mariquinha não pediu nada.
O tio que era o dono da casa considerou que ela estava mentindo ou que devia estar com Alzheimer e assim se lembrava de coisas muito antigas e confundia com o presente...
Como ninguém sabe quem estava com a razão o caso foi levado ao Conselho de Astracam e contratado o maior de todos os detetives ,para tentar descobrir onde estava a verdade, com quem estava a verdade... E um moço de boné de xadrez e um cachimbo na boca, diante de tanta confusão, disse do alto de sua sabedoria inglesa:
- O que acontece é que ela realmente é a mulher invisível por isso não foi vista pelos sensores da casa. E no dia da visita ela se esqueceu de colocar a máscara nas mãos e na face e assim diante de sua invisibilidade, ninguém conseguiu ter a chance de ver que ela estava realmente ali.
Assim ninguém a viu, mas as conversas foram ouvidas por ela que, acostumada a ajudar a tia, levou o pedido adiante.
E a ele terminou dizendo:
-ELEMENTAR MEU CARO WATSON... Elementar........

domingo, 23 de agosto de 2009

AINDA SOBRE O NEPOTISMO - UMA EXPLICAÇÃO FILOSÓFICA




O primeiro caso de tentativa de nepotismo documentada no Brasil é segundo as pesquisas feitas, a Carta de Caminha.
Naquela época,Caminha já pedia ao Rei, um empreguinho para seu sobrinho: .um rapaz competente e cumpridor dos deveres, tão competente, que precisava de uma carta para corroborar a sua competência.......
O sobrinho de Caminha precisava do famoso "pistolão",palavra muito usada mo Brasil e que vem da palavra epístola (carta), prática essa iniciada por quem? Caminha
Ai começou o nosso contato com o nepotismo e, por tabela, com a corrupção.
Nepotismo vem do latim nepos (neto ou descendente) e serve para designar -favorecimento de parentes em detrimento a outras pessoas, muitas vezes mais qualificadas .
Assim nomeavam-se pelo parentesco e não pela competência.Dai Caminha ter sido o nosso primeiro corrupto e que usava de sua epistola ou carta, para gerar o nepotismo de forma camuflada, como se fosse um pequeno pedido, singelo mas que na verdade era um pedido, quase que velado de “arrume uma vaga para o meu sobrinho ó Rei!”
Atualmente usado como sinônimo da concessão de privilégios ou cargos a parentes no funcionalismo público. Não confundir com o favoritismo simples, que não implica relações familiares com o favorecido.
Vamos aproveitar para dar nome aos bois.
Falemos de outros Países e do início do nepotismo. Assim um dos maiores nepotistas foi Napoleão Bonaparte. Que já em 1809, conseguiu fazer com que 3 de seus irmãos virassem reis de países ocupados por seu exército.
A Igreja Católica também não fica atrás.
Chamava-se “nepote” o sobrinho do papa. Como os papas não tinham filhos, pelo menos ninguém registrou nenhum e apesar de sabemos que alguns tiveram, mas é outra história, tinham sobrinhos,e assim nomeavam a sobrinhada toda para cargos na burocracia da Igreja Católica. Eram bispos, cardeais, membros da Cúria Romana. E por aí vai.
Não pensem que os Estados Unidos,seja o modelo de correção. Lá como aqui, o nepotismo tem momentos de escândalo; nos idos dos anos 60, o presidente John Kennedy teve a coragem de nomear seu irmão Robert Kennedy Attorney general - cargo esse equivalente a um ministro da Justiça!
Assim, como querer reclamar de um Presidente da República, de um Presidente do Senado, de um Diretor de uma Instituição Pública, se eles como perfeitos descendentes do Caminha nada mais fizeram do que” puxar a seu parente “.
Como diz o ditado “quem puxa aos seus não degenera”..
Depois o que dizer de um Pais que, quando foi descoberto, já tinha uma marca que ninguém entendeu na época quando com as caravelas de Cabral, Pero Vaz de Caminha, escrivão-mor da frota, escreveu ao rei d. Manuel I, dizendo da nossa terra :
É uma terra generosa, “onde se plantando, tudo dá”.
Até a corrupção. Até o nepotismo!
Copiando um texto que vi numa reportagem há algum tempo e que por descuido não me lembrei de registrar o nome do autor, mas cito porque é perfeita para se entender porque apesar das Leis as coisas aqui não acontecem:
No Brasil, lei é como vacina. Tem umas que pegam, tem outras que não pegam...
As pessoas esquecem o básico :Ser correto, íntegro, honesto e justo nesse país ou em qualquer lugar é uma obrigação.

sábado, 22 de agosto de 2009

PORQUE ONTEM FOI SEXTA


Sexta –feira dia do CHOPPE, da cervejinha, da esfirra, do churasquinho



Não sei porque todo mundo gosta da sexta-feira.
No trabalho as pessoas já começam a imaginar que depois do meio dia, a sexta vira sábado.
Na Capital da Republica , as repartições públicas onde o controle de freqüência de pessoal não existe, e quando ocorre é baixíssimo, basta olhar as garagens vazias, cheias de espaço que demonstram que seus ocupantes já terminaram a sua sexta-feira as 11 horas da manhã....
Nas ruas, o burburinho das pessoas que se animam para o hapy-hour me fazem lembrar o Rio de Janeiro onde nas sextas a animação é grande, os bares e as pessoas nas calçadas refletem e muito bem o espírito e o jeito carioca de ser.
Sexta-feira é dia de feira .
Pena que não em todos os Estados.
Alguns não tem essa característica. Falta a emoção do esbarrão na feira, dos carrinhos que as mulheres empurram cheio de verduras, frutas e é claro o camarão até porque é sexta.
Sexta feira é o dia em que os salões de beleza ficam lotados, as mulheres estão se embelezando para o final de semana.
Os homens quando a noite baixa vão pensar no futebol com um copo de choppe na mão.
Sexta-feira..... sexta feira
Me trás saudades das baladas noturnas, da moleza, do sentir o cansaço da semana, da praia que não tenho mais tão perto, do joguinho de buraco com meu pai a noitinha....
Sexta feira dia abençoado por Deus!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Selo


Hoje fiquei extremamente agradecida a FAZENDO ARTE pela indicação do meu Blog para receber mais um Selo e fico honrada de ter sido incluida.
Ao Jorge administrador desse Blog os meus agradecimentos.
Hoje o selo é publicado aqui, pois recebi das mãos de um dos maiores artistas que coloca as cores e a poesia em nossas vidas.

Devo indicar 10 blogs. Aí estão:

.A CASA DE RUBENS ALVES
.O PAPO DE SEMPRE
.QUERO QUE VOCE LEIA
.SAO OS SEUS OLHOS

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O AEROPORTO E A GRIPE SUINA





Hoje fui ao Aeroporto em Brasília, receber minha irmã que vinha de Floripa onde estivera visitando netos e filho.
Quando cheguei estranhei o vazio pois normalmente o aeroporto em Brasília parece até o lugar de encontros e passeios. Todos gostam de ir levar e buscar parentes e amigos.
As crianças ficam sempre impacientes querendo entrar pela porta de saída dos passageiros, doidas para abraçar pais , avós e tios.
Dependuram-se no balaustre que separa os que vem dos que esperam. Correm. Brincam.
Madames com seus cachorrinhos nos braços fazem pose e esperam.
Mas o que mais estranhei foi a facilidade de achar no estacionamento vaga em local perto .Achei que era o meu anjo de guarda que me protegia.
Mas ai fui a cafeteria do andar térreo que sempre teve uma fila característica de quem toma seu cafezinho e aguarda e ela estava quieta, sem fila .... vazia.
Comprei meu cafezinho, sentei-me e fiquei esperando a hora do desembarque.
Comecei vendo os passageiros de um vôo anterior ao da minha irmã. As pessoas pareciam ter dificuldade de se abraçarem.
Um pouco distante um grupo de jovens de máscaras aguardava alguém. De repente um rapaz sai do desembarque e um grito de euforia sai das gargantas amordaçadas pelas mascaras....
- E ai doutor? .......como esta por lá a gripe suína?
Não ouvi a resposta do rapaz porque eles saíram aos risos e gritos ao lado do doutor......
Pensei na dificuldade que encontraria de me encostar no balaustre mas uma vez mais fiquei surpresa. As pessoas pareciam não querer colocar suas mãos ali. E ficavam perto porém sem encostarem nem um dedo ali.
Eu já tinha ido a toalete lavar as mãos depois de ter segurado no volante do meu carro.
E fiquei refletindo do porque deste vazio....seria o medo da gripe suína? Aglomeração, pessoas que vinham de lugares distantes e frios ou simplesmente coincidência:?
Na duvida, quando minha irmã chegou antes de abraçá-la e beijá-la e matar as saudades como bons brasileiros, ouvindo-a tossir ,perguntei-lhe de supetão:
- Febre? Dor de garganta? Problemas respiratórios?
E ela riu e disse não. Tosse só do cigarro.
E ai nos abraçamos, matamos a saudade e saímos do aeroporto de volta ao lar.....

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Uma carta de amor


foto:internet


Andava pelo parque e me sentara à sombra de uma árvore, curtindo a manhã de sol e a suave brisa que fazia com que aqueles atletas de fim de semana não suassem tanto, não cansassem tanto.
As folhas das árvores haviam caído e eu remexia com um pauzinho, galho partido de uma delas, quando toquei em algo.
Senti-me como um arqueólogo que acha uma tumba. Cuidadosamente, vasculhei as folhas e vi onde meu pequeno bastão arqueológico tinha emperrado.
E assim ela surgiu: um envelope não colado, com folhas dentro como se fosse uma carta. O envelope amarelado, não se sabe, se pelo tempo, ou por estar exposto ao tempo e as folhas, me dava a intuição de estar ali por muito tempo. Mas ele estava ali. Ávido para ser descoberto
Fiquei em duvida se devia ler o que estava ali ou se eu estaria adentrando na intimidade de alguém. Mas minha curiosidade de arqueólogo fez com que eu a pegasse delicadamente. Como se fosse um pincel, meus dedos espanaram a poeira e vi no envelope apenas uma frase: “A você com amor”.
E assim, fui me colocando numa historia de vida, vivida por uma carta de amor datada de 2004.

Meu sempre querido,

Não sei se você chegara a ler esta carta ou se terei a coragem de te enviar, mas sei que preciso colocar aqui o que me vai à alma e o que me atormenta a ponto de me tirar o sono.
Não sei se você conseguirá entender o meu ato, mas espero que realmente você entenda.
Meu amor por você vai além do consciente, do racional. Amanheço com você no meu pensamento, passo o dia convivendo com sua imagem que circula pelos meus olhos e a noite, quando me deito é você que vem povoar meus sonhos.
Não tenho tempo para mais nada a não ser ver você, pensar em você e amar você.
Por você abandonei meus sonhos, meus ideais, minha vida construída ao longo de dez anos. Abandonei uma família, marido e filhos
Por você me transformei, mudei, melhorei, pois queria lhe dar sempre o que de melhor existisse em mim.
Não exigi nada, não pedi nada, não ousei nada.
Limitei-me a esperar, a ser paciente, a ter você sempre que desse.
Mas o tempo passou e o seu amor apesar de não ter diminuído, mostrava-se acomodado e percebi que eu já não queria somente momentos perdidos, queria mais, muito mais. Queria você, queria viver, queria amar, mas queria você completo não pela metade.
Mas você não podia. Tinha sua filha doente que precisava de você. Eu sabia que ela não sobreviveria sem você ao seu lado.
E assim fui ficando e você continuava a sua vida mesmo me amando ao lado de outra que si quer sabia de minha existência.
Quando você me disse que não podia mais ficar sem mim, quando imaginei que você poderia também largar tudo e depois se arrepender, senti medo. Medo de você me culpar, medo de você se frustrar, de você se violentar e aos poucos se deixar morrer.
Não poderia conviver com isso, Não suportaria te ver triste e culpado atormentado e acabado ao meu lado sem poder viver o grande amor que temos.
Por isso tomei essa decisão. Amo você demais para sentir sua dor e não poder curá-la.
Se a coragem não me faltar estarei hoje depois de estarmos aqui no Parque te entregando essa carta e me despedindo de você. Não sei para onde irei, mas levarei comigo o amor a você.
Se não tiver coragem rasgarei essa carta e me abandonarei aos seus braços e viverei esse amor do jeito que der.
Seja qual for minha decisão ou minha coragem saiba que sempre te amei e sempre te amarei.
Se acreditasse em almas gêmeas diria que você é a minha e eu a sua
Mas não sei se posso ou se devo acreditar nisso por isso prefiro crer que a razão do nosso encontro é divina, mas que mais divina é a sua tarefa e por isso saio do seu caminho como entrei devagar, sozinha.
`Perdoe,
Sou como disse um poeta
“Quem muito te quis bem”

Tua amada amiga

Vinha um nome que prefiro não lembrar para não colocar a intimidade desse amor assim na poeira do vento.
Mas uma coisa me fez pensar se ela tinha dado a ele a carta e ele a deixou perdida no parque, se chorou,desesperou-se e abandonou a carta com a raiva dos que foram abandonados. Ou se ela não teve coragem, abandonou a carta e a perdeu no meio das folhas e se foi com ele caminhando de braços e mãos juntas vivendo um grande amor...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Selo Masterblog - indicado pelo "QUERO QUE VOCE LEIA"


Selo Masterblog - indicado pelo "QUERO QUE VOCE LEIA"

O Mulheres muito guerreiras, recebeu o selo MasterBlog das mãos do Quero que você leia.
Publico o selo com imenso orgulho e admiração a administradora do blog Adir, que, recebeu de DUELOS LITERÁRIOS e que dividiu com todos esse selo que, faz com que nos sintamos mais envaidecidos e que com certeza trará mais alegria ao nosso blog.
Quero que você leia é parte dos meus sonhos, dos meus projetos e a Adir sua administradora devo a força que nunca me deixou desistir. Sua leveza nas crônicas faz com que não possamos deixar de visitá-lo diariamente.

Como é regra do recebimento listar cinco características do administrador do blog que recebe o selo,
aqui estão as minhas:
1 gostar de escrever.
2. tentar passar aos que me visitam as coisas que julgo importantes e assim me doar por inteiro.
3. expressar as emoções de forma simples , como simples é a vida,
4. manter sempre os bons amigos
5. ser leal, justa e humana com o próximo.

Também devem ser indicados alguns blogs para recebimento do selo.

. A CASA DE RUBENS ALVES
. MINHA VIDA EM VIDEO
. MARGARIDA E VIOLETA
.

domingo, 9 de agosto de 2009

PAI




Pai é aquele que nos fez,
Que geneticamente contribuiu para a nossa formação
Mas também é aquele que nos criou sem nos ter gerado
Que nos deu amor sem ter nos dado o DNA
Pai é aquele que nos repreende,
Entende-nos
Castiga-nos quando erramos
Mas que nos abraça quando cansamos
Quando estamos carentes
E precisamos de um afago
Pai é aquele que adota
Que cria, que ama, que perdoa
Que nos ensina os valores morais
Os sentimentos de amor ao próximo
O amor da família
Pai é aquele que vemos como um herói
Capaz de nos salvar de qualquer coisa
Pai é um porto seguro
Que podemos correr para ele
Sempre que nosso navio tenha medo de afundar
Pai é o anjo amigo
De asas invisíveis
Que voa sempre para nós
Quando estamos em perigo
Pai é amor, é saudade
Pai é a mão amiga
O braço forte
O coração valente
Pai é tudo isso
Pai é amor

terça-feira, 4 de agosto de 2009

O QUE VEJO DA JANELA NESTE MEU PEQUENO MUNDO



Mulher à janela, Dali)
Da mesa do computador avalio meu espaço:
Fotos dos filhos minhas pedras mais preciosas e queridas. Amadas por mim, meus verdadeiros amigos.
Revejo meu pai comigo, abraçado e me dá uma saudade danada, numa foto preto e branco com ar de passado.
Vejo quadros que pintei e que traduzem momentos da minha vida.
Poesias que fiz sem saber nem pra quem.
Vejo os discos e me lembro que cada musica me lembra alguém ou algum lugar, alguma situação especial alegre ou triste.
Na estante algumas coisas que me dizem muito: uma máscara que meu filho me trouxe de uma viagem que fez a Itália.
Um anjo estilizado dado por um amigo querido.
Vejo um Buda que faz companhia a Santo Antonio e a Nossa Senhora da Aparecida.
E que hoje com certeza tomam conta de mim, da minha alma.
Canetas que escreveram muito, lápis que desenharam e pintaram as cores do arco-íris alegrando meu coração.
Tem ainda um pensador de pedra sabão que veio de Ouro Preto e agora repousa pensativo numa prateleira da minha vida.
Caixas pintadas que guardam imagens de quem fui de quem sou e de quem comigo passeou nesta vida. Fotos coloridas, fotos branco e preto...
Uma máquina que não fala, mas traduz os momentos alegres e inesquecíveis. Que viaja comigo onde eu for. Que retrata as flores do caminho, as águas das cachoeiras, os bebês nas barrigas e depois delas.
Um cofre para guardar moedas da Hello Kity que mais parece surgido da minha infância e penso no cofre que guardará todos os meus segredos.
A TV que me conta sobre o dia a dia no mundo. Que me entristece ao constatar que a vida muda pouco – os desonestos continuam existindo, os marginais continuam soltos, os inocentes continuam presos em suas casas.
E meu computador que me liga ao exterior de mim mesma e que me deixa perto de quem amo e que esta distante.
Da janela do meu quarto vejo o mundo e sonho com o que virá; com meus netos Pedro e Vinicius meus anjos, meus guardiães, meus protetores e me preparo para recebê-los com amor e carinho.
Vejo o sol, as estrelas, a lua
Vejo o por do sol e o amanhecer
Vejo ainda o anoitecer
E me deito numa cama macia com lençóis brancos, travesseiros que me circundam e me aprofundo num sono gostoso de quem como eu adora sonhar.
Da janela do meu pequeno mundo vejo Deus e me entrego a ele como uma filha e no seu colo coloco minha cabeça e me deixo relaxar.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

OLIMPIADAS DA DOR V




Há tempos não me incomodava mais o ciático. Eu até tinha ganho medalhas nas Olimpíadas da Dor por superar com altivez a dor causada por ele.
Diria até que quase o tinha esquecido mas não pensem que o esqueci assim por acaso. Não! Outras dores maiores vieram e fizeram com que o ciático perdesse seu trono.
Conheci a dor do calcanhar. Dor esquisita que me maltratava sempre que eu teimava e colocava sandálias baixas daquelas rés-ao-chão...
Na hora era uma alegria só. Os pés pareciam agradecer e a sensação de pisar nas nuvens - era maravilhoso!
Entretanto ao final de um certo período relativamente curto comecei a estranhar que meus pés inchavam e nada melhorava. Fui ao médico que entre um olhar de longe ao pé resolveu arriscar : - tendinite!
E lá eu tomei remédios antiinflamatórios, depois exercícios de fisioterapia, deixei de usar as sandalinhas baixinhas e voltei para as de salto anabela.....
Depois de muito tempo os pés melhoraram deixaram de ficar inchados mas a dor no calcanhar permanecia.
Chegava em casa do trabalho e colocava meu chinelo e pronto: lá vinha a dor.
Comecei a observar que se eu colocasse uma sandália de salto anabela mais alto a dor diminuía... e assim aprendi a conviver com mais essa dor.E a ficar de camisola e com saltos altos.....
Mas neste final de semana, tive que reconhecer as festas não precisariam ser assim tão dançantes... E eu fui convidada para uma festa de aniversário. Estava ótimo, encontrei vários amigos e fiz novos amigos. Me divertia bastante.
A musica ao fundo levou o pessoal a começar a dançar. E veio o forró. Acho a dança linda mas realmente não sei dançar o forró.
Ate que o marido de uma amiga resolveu me convidar para dançar o forró e eu tive que aceitar.
Foram 10 minutinhos que pareceram uma eternidade. Parecia que o CD não pararia nunca de tocar.
Finalmente o cd parou e voltei para o meu lugar.
Quebrada, partida ao meio, descadeirada.......
Meu sorriso amarelo parecia dizer : cama,.... bolsa de água quente.... qualquer coisa...
O calcanhar não doía, maltratava, matava devagarinho......
E me lembrei então que o ciático era mole perto daquela dor aguda.
Mas o que seria de um final de semana sem festa, sem dança, sem ciático? Monótono ... extremamente monótono

E assim estou me classificando para as novas Olimpíadas - a da Tendinite ou qualquer coisa desses ites -E com certeza vou vence-la como venci o ciático e ai sim poderei rodopiar pelos salões sem sequer sentir o calcanhar.......

terça-feira, 28 de julho de 2009

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS

Hoje descobri que um amigo que tinha uma dívida antiga com algum órgão sinceramente nao me lembro qual, teve seu salário e sua poupança aprisionados por um Juiz.
Fiquei perplexa sempre imaginei que ninguém botaria a mão no dinheiro em conta e na poupança de um assalariado.
Mas foi o que aconteceu!
Suas contas ficaram sem pagar.
Seus filhos sem a escola paga.
Sua mulher se dinheiro para o mercado,
E enquanto isso...... gente que ganha rios de dinheiro e deve muito não tem o salario aprisionado muito menos a poupança.
Porque isso?
porque dois pesos e duas medidas?
Alguém pode me explicar????

segunda-feira, 27 de julho de 2009

LEMBRANÇAS DE MINHA AVÓ

Ana Maria Guimaraes Ferreira


ositiodosdesenhos.blogspot.com/2007/07/retrat

Em tempos de a globalização ficamos muitos parecidos uns com os outros e percebo, cada vez mais como é importante resgatar e manter a memória de nossa historia de vida, pois é através dela que conseguiremos recuperar para que nossos descendentes possam vir a conhecer de verdade a pessoa única e diferente que fomos e que existe dentro de cada um de nós....

Gostaria de deixar aos meus netos as lembranças maravilhosas das coisas que vivi, que sonhei, que criei... para que um dia se um deles quiser saber mais de suas raízes, possa encontrá-las através das minhas histórias de vida..


Quem sabe assim poderá sobreviver ao tempo, a globalização, a imagem da mulher que fui, com todos os fatos de uma vida, mesclados com todos os sentimentos que tive de amor, paixão, vontade de viver, adocicados pela imaginação de alguém que viveu na época da bossa nova, que viu a revolução sexual, que conseguiu fotografar na memória as mudanças do mundo nesses anos 60, 70.80.90 anos em que vivi e que foram cenários de muitos fatos e de muitas recordações

Como por exemplo, as minhas lembranças da infância.
Sempre esteve presente em minhas lembranças a imagem de minha avó como alguém muito querido, alguém cujo colo me confortava nas férias escolares. Que fazia doces de jaca, de banana, bolinhos de chuva, alguém com quem eu ouvia as novelas no rádio e que me fazia vestidos de grandes laços. Seus doces e seus lanches eram muito, muito melhores que os da Tia Anastácia do Sitio do Pica Pau Amarelo.

As histórias dela eram um adentrar no mundo da fantasia. Com ela conheci As Mil e uma noites conheci príncipes e princesas, reis heróicos, rainhas más e sempre com um final feliz.
Conheci pelas novelas do rádio o Jerônimo o Herói do Serão e Aninha os heróis de minha avó..

Com ela aprendi a repassar essas histórias a meus filhos que também ouviram de minha mãe os relatos que iam sendo repassados de geração em geração, que vinham com um valor afetivo enorme e é claro um valor histórico maior ainda

Lembro de seus grandes cabelos negros com entrelaçados brancos que viviam presos num coque e que a minha maior glória era quando ela soltava a noite aqueles longos cabelos e os penteava, Não sei o que eu pensava ou sonhava quando isso acontecia, mas eu esperava sempre ansiosa o momento de tocar naqueles longos cabelos e afagá-los como se eu enfiasse a mão numa nuvem
Meus pequeninos dedos pareciam mergulhar naquela imensa cabeleira e pareciam afundar num mar calmo de onde não queriam sair...

Sentia-me amparada e sem medo naquele colo macio e grande que cabia tantos netos.
Dividia com meus irmãos e primos aquela imensidão de colo, aquela imensidão de amor, sem ciúmes.
Não me lembro quando ela morreu o que meus pais me disseram.
Não sei si quer se sabia avaliar a morte como separação para sempre, mas me lembro que as idas a Gávea nas férias deixaram de acontecer e que meu coração criança começou a sentir aquilo que mais tarde eu iria saber o nome – aquele sentimento de dor, de vazio, de nunca mais, da ausência do colo, do afago, dos cabelos longos soltos e presos – saudade!
Foi isso que conheci como dor primeira e que senti sem saber por que doía tanto...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

SOBRE A NEPOPIZZA

Ana maria Guimarães Ferreira





Acabo de ver entre estarrecida e irada , no Jornal Nacional , a conversa afetiva e amorosa de uma netinha com seu avô e seu pai preocupados com a crise que assola o país, tentando arrumar um emprego para o namoradinho da netinha.
Como o emprego é de propriedade do avô que deve ser o diretor presidente daquele Prédio onde tem um Prato para cima e um para baixo, a substituição do tio pelo namoradinho é coisa fácilmente resolvida e assim, entre os ATOS SECRETOS famosos, o pobre rapaz trabalhador e interessado consegue sua nomeação.....
Entretanto minha indignação, minha revolta é maior quando penso que o brasileiro honesto, que não tem avô senador, que não tem pai funcionário publico federal que entrou pela janela (e que hoje amealham pequenos salários em torno de 20.000,00 reais daí para cima), são OBRIGADOS a fazer concurso publico, onde os testes costumam ser elaborados por professores de Universidades Federais de renome, e que concorrem com muitos jovens que se dedicam de corpo e alma a estudar 24 horas por dia e cujo salário inicial muitas das vezes não passa de 2.000,00.
Chamo a esse processo desencadeado como NEPOTISMO de NEPOPIZZA, pois duvido muito que isso vá para frente, que isso vá dar em alguma coisa, que realmente o decreto 6906 vá conseguir ANTES DAS ELEIÇÕES, retirar das tetas do Governo, aqueles que mamam de forma vergonhosa.
A poeira que foi levantada com certeza ficará no ar, circulando entre a Esplanada dos Ministérios e o Senado e a Câmara Federal, à espera do novo Presidente.
Em Brasília existem as PULGAS DA ESPLANADA. Que na verdade são pessoas que ocupam cargos de DAS (Direção e Assessoramente Superior) e que diante de um decreto como esse, pulam de um Ministério para o outro , muitas vezes com o valor do DAS até maior.
E assim , as PULGAS , vão pulando de Ministério para Ministério . E a falta de vergonha vai continuando por debaixo dos panos.
Diz o decreto que a CGU vai fiscalizar e vai cruzar informações. Quero acreditar nisso, quero acreditar que isso não é só porque as eleições estão chegando. Quero crer que as PULGAS vão ser exterminadas com o NEOCID da dignidade, da honestidade, mas, infelizmente fico imaginando que só vai mesmo atingir aqueles que são estagiários e terceirizados cujos salários não chegam a 1000,00.Não vai ter Neocid suficiente para matar as grandes pulgas e como só possuem um abanador fajuto de churrasco , o jeito é eliminar as pulguinhas....
Esses servirão de exemplo- Assim como na ROMA antiga os cristãos eram entregues ao LEAO, hoje no BRASIL MODERNO os cristão são substituídos por estagiários e terceirizados e o LEÃO engole pela DEMISSÃO os pequeninos...
Demitem-se os menores e o problema aparentemente acaba. A vergonha é varrida , camuflada e escondida debaixo do grande tapete que é a impunidade e o Nepotismo vai acabar ,como todas as outras coisas que existem nesse País quando se trata de consertar a desonestidade, em NEPOPIZZA.
E se distribuirão as fatias de pizza entre os pobres brasileiros que não tendo o que comer terão que engoli-las juntamente com o sapo da vergonha!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

REFLEXÕES.... REFLEXÕES

Ana Maia Guimarães Ferreira



foto: internet

Sabe aquele dia em que você está pensativa, reflexiva olhando e não vendo nada?
Hoje estava assim pensando no nada, fumando um cigarrinho e contribuindo para a Souza Cruz quando uma amiga sentou-se ao meu lado no fumódromo da Empresa e me perguntou em que eu pensava, tão concentrada que estava.
Disse a ela que pensava que a vida era assim as vezes engraçada, as vezes esquisita mas que era tudo muito igual que a vida parecia com as quadras de Brasília, tudo muito parecido demais.
Você levanta de manha cedo quase sempre atrasada. Vai tomar banho e acaba tomando um café esminlinguido, rapidinho, magrela senão pede a hora.
Chega no trabalho e se gosta do que faz tudo bem o tempo voa. Se não gosta do que faz o tempo demora ate chegar a hora do almoço.Almoça bate papos e volta.
As vezes no trabalho tem aqueles colegas que não fazem absolutamente nada e reclamam do excesso de trabalho. Você ouve e não sabe se ri ou chora...
Tem outros que chegam tarde saem cedo e no final do mês recebem igualzinho a você que se matou, tomou café rapidinho, saiu voando, quase jogou o filho pela janela do carro , mirando e rezando para acertar e jogá-lo diretamente dentro da sala de aula...
Terminando o expediente você volta para casa e cansada ou de fazer muita coisa ou de se estressar diante das impunidades e injustiças esta doida para sentar, ver uma TV, saber das noticias, espairecer e quando percebe a noite acabou você coloca a cabeça no travesseiro não sem antes pensar no que vai ter que fazer amanhã.
E é assim até o dia da sua aposentadoria que você sonha com ela. Vai ter tempo para fazer o que quiser, não vai ter que trabalhar pelos incompetentes, pelos apadrinhados.
E o dia chega e você percebe que por mais que faça coisas sempre sobra tempo. Vem o desânimo a depressão e você acha que vai ser tudo igual ate o dia da sua morte.
Minha amiga ouviu tudo e ficou esperando o resto.
E eu conclui:
- Se eu fosse católica iria pensar se eu ia para o céu ou para o inferno e depois de descobrir iria descansar nas nuvens com os anjos ou queimar na caldeira....
Mas como sou espírita e acredito na reencarnação, fico pensando que depois de tudo isso, vai começar tudo de novo.......

terça-feira, 14 de julho de 2009

A neta que virou neto



foto :internet

Ana Guimarães Ferrreira



Minha filha quando soube estar grávida além da alegria radiante de ser mãe veio com a vontade de comprar roupinhas e mais roupinhas para o bebe.
Eu avó de primeira viagem e alias, diga-se de passagem, de viagem dupla – uma para Brasília outra para Porto Alegre, ia com ela e comecei a comprar as primeiras peças para ambos os netinhos.
Sempre com a preocupação de não definir cor rosa nem azul porque apesar de no meu íntimo ter a certeza de que ambos teriam os primeiros filhos homens, fiquei com a minha intuição de avó quieta, mas não adormecida. Dei os pitacos, mas me mantive no aguardo.
Afinal sou do tempo em que não existia a ecografia e sim a radiografia que vc fazia já no sétimo ou oitavo mês para ver a posição do bebe, mas sexo? Era uma surpresa!
Meu filho que na primeira ecografia parecia que a esposa ia ter uma menina era cauteloso e esperava para comprar as roupas depois de ter o sexo definido.
Mas ela, minha filha, que sempre foi impulsiva, após a primeira ecografia quando o medico disse que tinha grandes chances de ser menina saiu comemorando vestidinhos maravilhosos e eu já via a netinha uma pirigueti... calcinha de oncinha, blusinha com lacinho de oncinha etc.,
Eu comprava as coisas sem definição de cor rosa apesar dela ter certeza de que era menina assim comprei um casaquinho azul de lãzinha, macacões listrados, de cores: verde, laranja... nada tão claro.
Com o tempo me rendi a ela e comprei uns vestidinhos para a Lorena...
Todos já estavam acostumados à idéia da netinha e eu já me via cuidando levando ao parque, comprando lacinhos para o cabelo, chapéus e tudo o mais. Uma companheira de shopping pensava.
Meu genro reclamava com minha filha dizendo:
-Mulher para e comprar vestidos porque de repente os 5% que faltava podem ser superiores e terás uma surpresa.
A primeira surpresa foi que meu filho confirmou: - sua mulher ia ter um menino: Pedro.
Foi aquele auê - todos felizes e minha filha já imaginava Lorena e Pedro passeando juntos. Crescendo juntos sendo grandes amigos.
Ganhou do irmão um vestidinho que ele comprara nos EUA pensando se o dele fosse menina seria dela senão iria para a sobrinha...
Hoje meu genro me liga. Estava no consultório médico onde ela, a impulsiva da minha amada filha estava fazendo uma ultrassonografia.
Muito feliz e rindo de orelha a orelha me disse:
- Ana, quero te dizer que Lorena tem um “tico”
E ai minha Lorena não é mais Lorena será João Pedro ou outro nome que eles estão decidindo.
Mas uma coisa é certa: terá pais maravilhosos, um tio, uma tia e dos primos que o amarão muito.
Terá duas avós que com certeza o cobrirão de afagos e assim o mesmo não terá tempo para criar traumas por te sido imaginado menina .......

GENTE QUE PAIS É ESTE?


FOTO INTERNET




Que Pais é este que escolhi para morar, casar, constituir família, criar filhos, netos e quem sabe bisnetos?
Que País é este onde a classe política com ares de moralidade, que não moraliza nada, permite que dentro de sua casa hajam tantos disparates?
Que País é este que cospe moralidade, que cobra altos impostos, que tem verdes mares , verdes matas ,verde BANDEIRA , verdes notas entrando pelo ar e ainda assim consegue nos fazer ficar verdes de raiva, de indignação. A cara de vergonha do brasileiro honesto que trabalha de sol a sol , ganha míseros trocados , SE APOSENTA COMO UM LASCADO e tem que conviver com os disparates com os desencontros, com a desmotivação de ver tanta injustiça, tanta sem-vergonhice, tanta impunidade, não há como explicar a teoria da motivação, uma pirâmide que ate Maslow teria dificuldades de explicar......
Como explicar por exemplo que
Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata ? (recebido pela internet)

Pode?pode ser que os carros do senado sejam difíceis de pilotar mais do que uma fragata...afinal uma esta na água mansa....e outro no cimento duro.....
Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa, do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage. (*)

Pode?Com certeza para pilotar o elevador deve ser necessário mestrado, doutorado, pós- doutorado, falar 10 idiomas, ter curso na Suiça de ascensorista e fazer o elevador decolar deve ser tarefa dificílima muito mais do que um simples mirage que quem sabe qualquer criancinha pilotaria???
Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda um regimento de blindados.(*)

PODE?Claro que pode afinal é uma garagem com milhões de carros, carrinhos e carrões é um verdadeiro exército e deve-se ter altas estrelas no céu a noite para justificar esse salário......
Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro de um professor universitário federal concursado , com mestrado, doutorado e prestígio internacional.(*)
ADIANTA ESTUDAR TANTO? Não que bobagem fazer mestrado, doutorado e ter prestígio internacional, Basta um simples telefonema, um acordo político e nem se perguntaria o nível de escolaridade o que importaria realmente é o QI de que indica.
Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um "aspone" ou um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.(*)
SERA QUE BUSCAR VACINAS QUE CURAM VIDAS É TÃO IMPORTANTE ASSIM, SERÁ QUE PARA FAZER ISSO, O CARA PODERIA SER QUALQUER PESSOA INDICADA POR ALGUM POLÍTICO?Acho que deveríamos deixar a critério dessa Casa a indicação de cientistas- o cargo poderia ser ocupado como um DAS qualquer mas as vacinas deveriam ser testadas nos políticos primeiro. Afinal é mais importante e vale mais o assessor do que o cientista, que levam apenas 10 /20/30 anos de sua vida dedicados a pesquisa......

E ainda tem brasileiros e brasileiras que acham que o voto é a forma mais correta de mostrar a insatisfação......
Bobagem o povo tem memória curta principalmente quando o bolso está vazio.... Nada que uma bolsa família, uma bolsa gás, uma bolsa casa, uma bolsa bolsa...... não conseguem levar para o esquecimento os sofrimentos e a moralidade !Nós brasileiros e brasileiras não acreditamos que as coisas podem mudar. Não se acredita nem em reclamar dos roubos, dos assaltos, dos seqüestros, das empresas de telefonia e tantas outras. Preferem calar-se ou gritar no silencio de suas casas, reclamar com a vizinha, mas reagir através do seu poder maior que é o voto - Nâo!
Preferem o silencio dos inocentes


O PAÍS DO FUTURO JAMAIS CHEGARÁ A ELE SEM QUE HAJA RESPONSABILIDADE SOCIAL E COM OS GASTOS PÚBLICOS.

JÁ PERDEMOS A CAPACIDADE DE NOS INDIGNARMOS. PORÉM, O PIOR É ACEITARMOS ESSAS COISAS, COMO SE TIVESSE QUE SER ASSIM MESMO,......... OU QUE NADA TEM MAIS JEITO. (*)

.
(*) recebido pela internet